Quando você programa uma viagem para Itacaré, na Bahia, com amigos queridos, mesmo sendo sua terceira visita a cidade, saindo de 20 dias no Rio de Janeiro, você espera muita diversão, muita alegria, e muito banho de mar, mas sem grandes surpresas, certo?

Errado. Quando se trata de Bahia, e em especial Itacaré, você seguramente vai se surpreender.

Vista chegando em Ilhéus - Ba
         Vista chegando em Ilhéus – Ba

Eu sai do Rio de Janeiro, com vôo até Salvador e outro para Ilhéus, cansativo, mas ok. Em Ilhéus, peguei um transfer com uma das agências que ficam por ali por R$85 até Itacaré, 1h e 30 de viagem. É possível pegar um taxi por R$120 em média (bom se for dividir com outras pessoas) ou ir de ônibus até Rodoviária de Ilhéus e pegar outro ônibus para Itacaré por R$13,50.

Lugar Paradisíaco, banhado por mar e rio, onde é possível tomar um belo banho de mar, e seguir para uma queda de água doce. Assim são boa parte das praias próximas ao centro, como a Praia do Canto, cheia de barracas animadas,  pronta para um bate-papo suave com amigos e ainda a oportunidade de ver o pôr-do-sol da ponta do Xaréu.

Pôr-do-Sol na Ponta do Xaréu
Pôr-do-Sol na Ponta do Xaréu – Itacaré

Para ambientar e acostumar os olhos e o corpo com esse azul profundo do mar, a brisa gostosa, e o mar  quente da Bahia, fomos de carro até a entrada da Praia do Itacarézinho, paga-se R$30 para descer de carro até a entrada da praia, e se quiser mais conforto, R$50 de consumação por pessoa, para ficar em uma das barracas na beira mar, mas sempre há um coqueiro amigo para você se abrigar do sol forte da Bahia.

Praia do Itacarezinho
        Praia do Itacarezinho

Indescritível a paisagem, desde o mirante no caminho, até e uma queda de água doce que desemboca no mar. Local para ficar e esquecer da vida e curtir a energia da Bahia. Entrando no clima.

Mirante Itacarezinho
               Mirante Itacarezinho

E qual tal sair da praia e resolver tomar um banho de Cachoeira?! No caminho de volta encontramos a Cachoeira do Bom-Sossego, fácil acesso e impressionante temperatura amena da água, bem diferente das água geladas do cerrado.

Cachoeira da Usina
                Cachoeira do Bom-Sossego

Mas a gente sabe que o melhor, nem sempre fica à mostra, então, no dia seguinte, começamos nosso passeio pela Praia da Ribeira, que dá acesso a uma trilha formidável, de 35 minutos, banhada por 3 cachoeiras, alguns pontos de venda de bebidas (não precisa se preocupar em carregar mochila pesada).

Cachoeira da trilha até a Prainha.
Cachoeira da trilha até a Prainha.

E você chega a maravilhosa Prainha, lá também tem uma única barraca com bebida e algo para comer, nada sofisticado. Mas o sofisticado mesmo é a beleza que os seus olhos vão ver e sua alma vai sentir. Mar calmo, areia fina e amigos, faz você ver que o esforço vale a pena.

A calma Praianha
         A calma Prainha

Entre as várias praias lindas que cercam Itacaré, existe a pouco mais de 50km em estrada de terra, um paraíso escondido chamado Península de Maraú. Aqui vou ter que parar e recuperar o fôlego. Verdadeiramente, um dos lugares mais bonitos que já vi na vida! Ok, sei que falo isso de outros lugares também, mas em se tratando de praias, essa Península nos surpreende desde o momento que você chega.

Cachoeira do Tremembé - Maraú
        Cachoeira do Tremembé – Maraú

Como estávamos num grupo de 8 pessoas, alugamos um lancha em Barra Grande (pagamos R$120 por pessoa, mas é possível ir de escuna – mais lenta e não chega a vários lugares – por R$35) e seguimos pelas diversas Ilhas que fazem parte da península.

Uma das Ilhas de Maraú
           Uma das Ilhas de Maraú

Entre tantos lugares lindos, a Ilha da Pedra Furada, Maraú, chegamos até a Ilha de Tremenbé, um lugar de tirar o ar já na chegada, pois a primeira imagem que você tem é um cachoeira enorme que desemboca no mar.

Vista da cachoeira do Tremembé
Vista da cachoeira do Tremembé

Uma das diversões, foi entrar na cachoeira com a lancha e tudo.

Banho de cachoeira de dentro da lancha.
Banho de cachoeira de dentro da lancha.

Sensacional.

Lá tem um restaurante, caro, mas que você pode comer algo e voltar para almoçar em Maraú (passamos de lancha para encomendar o almoço, antes de seguir viagem.) Foi o que foi que fizemos, e de quebra, curtimos o pôr-do-sol do restaurante, fazendo valer segurar o apetite.

Restaurante de Maraú
Restaurante de Maraú

Por mim, eu teria dormido essa noite em Barra Grande, para continuar explorando o local, mas voltamos para Itacaré para descansar e nos preparar para voltar no dia seguinte e descobrir Taipú de Fora.

Achei que nada mais seria tão belo por aqui, até conhecer a praia de Taipú de Fora, também na Península de Maraú. A praia por si só, já é um desbunde, água do mar transparente, azulada, areia fina e vento bom, sem contar, que às 13hs a maré baixa, e formam as piscina de corais.

Praia de Taipú de Fora
      Praia de Taipú de Fora

Por toda a praia, você pode alugar os equipamentos para mergulho em apneia, a menos de 150m da areia já é possível ver belos corais, ou se arriscar num mergulho com cilindro.

Mergulho em Taipú de Fora
    Mergulho em Taipú de Fora

E a diversão ficou garantida na Barraca do Buda Bar Praia.

Diversão no Buda bar - Taipú de Fora
Diversão no Buda bar – Taipú de Fora

Na volta, ainda demos uma parada no Farol de Taipú, com um linda visão de toda cidade, mas cuidado! o caminho é todo de areia, e além de atolamos, quase caímos ribanceira à baixo, o ideal é alugar um dos quadriciclos, por R$100 a diária fora de temporada, e curtir todo o lugar.

Farol de Taipú
        Farol de Taipú

Eu sei que o texto está ficando grande, mas preciso comentar sobre outras duas praias que valem uma visita.

Depois dos dias intensos na Península de Maraú, a gente precisava de um descanso e calmaria, e encontramos isso na Praia do Tiririca. Local para a galera curtir, praticar esportes, gente bonita, comida boa, sombra, água fresca (lá também tem um queda natural de água doce!) e Helena!

Praia do Tiririca
             Praia do Tiririca

Helena é uma espanhola de sorriso fácil, palavras doces e mãos de fada. Ela tem uma barraca de massagem no meio da praia, e executa seu ofício com amor e esplendor. Se você está afim de sossego, se entregue a essa experiência. Eu me joguei!

Helena e Eu
           Helena e Eu

E como prometi, minha última praia à comentar, a Praia de Jeribucaçu. Linda! Linda! Linda. A 5km de Itacaré, e com uma média e fácil trilha, mas que exige um pouco de condicionamento por causa da trilha íngreme, você avista o encontro do Mar com o Rio de uma maneira muito sutil.

Praia de Jeribucaçu
        Praia de Jeribucaçu

Lá também tem uma pequena infra-estrutura, mas você pode comer e beber sem problemas. E se tiver a  nossa sorte, pode brincar na jangada dos pescadores, sendo animada por um garotinho muito esperto.

Passeio de Jangada em Jeribucaçu
Passeio de Jangada em Jeribucaçu

Não é possível resumir, mas o fato é, Itacaré nos proporciona momentos de diversão, paz e muita alegria, banhada de mar, rio, cachoeira e muito amor.

Minha companheira de Blog também entrou nessa viagem, leia o relato dela aqui.

E você, o que está esperando para reunir os amigos e curtir Itacaré?!

4 thoughts on “Muito além de Itacaré – Ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *