A Turquia é um país enorme. Passamos 10 dias passeando por lá e deu para conhecer só um pouquinho das tantas maravilhas. Nosso roteiro foi assim: saímos de Beirute com destino à Istambul, antiga Constantinopla, maior cidade do Império Bizantino, terra do comércio. De lá fomos para Denizli, Kusadasi, Izmir, Kayseri e Nevsehir.

Roteiro Turquia. Istambul, Denizli, Kusadasi, Izmir, Kayseri, Nevsehir (Capadócia)

Fizemos o roteiro em grande parte de avião. As excursões vendidas pelo guias turísticos são de ônibus. Como a Turquia é enorme, e as distâncias entre os pontos que queríamos visitar chegavam a 700 km de uma cidade à outra resolvemos por transporte aéreo. Onde coloquei no mapa ônibus, na verdade alugamos carros em Denizli (devolvemos em Izmir) e outro quando chegamos à Capadócia (chegamos por um aeroporto e fomos embora por outro). Nos deu mobilidade e independência. Foi uma ótima opção.

Dia 1 – Istambul – Bairro Sultanahmet

Ficamos hospedados no hotel Glamour, no centro de Istambul, no Distrito de Sultanahmet (esse nome é do Sultão Ahmet – som de r no h). Super bem localizado. Hotel pequeno, banheiro pequeno, mas próximo a todos os monumentos turísticos. Dá para ir a pé.

As principais atrações turísticas concentram em uma área bem próxima ao hotel.

Nosso primeiro passeio foi de barco para conhecer a cidade pelos mares. Dá para sentir até hoje a atmosfera comercial da cidade, e a minha imaginação foi parar às épocas das grandes embarcações. Istambul está localizada próxima a 3 mares. Mar Negro, Mar Egeu e Mar de Mármara. O estreito de Bósforo interliga o Mar Negro e o Mar de Mármara.

Pegamos um tour de barco que dura em torno de 4 horas. Conhecemos a parte Asiática e Européia de Istambul, já que é a única cidade do mundo localizada em 2 continentes. Ao longo do passeio é possível observar e admirar o estilo arquitetônico da cidade, palácios, mansões, edifícios históricos, mesquitas e muitas outros tipos de construções. E, ainda fomos premiadas por golfinhos brincando próximo ao barco.

Passeio pelo Bósforo

Fizemos duas paradas nesse passeio. Uma em um castelo/fortaleza (Rumelihisarı, construído em 1451 pelo Sultão Maomé II) e outra na casa do Sultão Abdulaziz. Vale a pena conhecer a casa do Sultão por dentro. Não podia tirar fotos, portanto, fico devendo.

Pós passeio, deu tempo de ir à Igreja de Santa Sofia. Depois almoço, próximo da Igreja em uma rua cheia de pequenos hoteis/hostels com restaurantes gostosos. Kebab, claro.

Essa rua fica bem próxima à Cisterna também.

Dia 2 – Big Bus

No segundo dia buscamos as rotas do BigBus, aqueles ônibus turísticos que rodam pela cidade. Era uma quinta feira e os museus não abrem às quintas-feiras, acredita? Então fique esperto e programe seus passeios para os outros dias da semana. Queríamos descer no museu naval, fechado.

Rota azul e vermelha do Big Bus. Você pode utilizar os tickets por 24 horas e descer aonde desejar. Esse mapa fica disponível no ônibus. As rotas vão ao lado asiático e europeu.

Para esse passeio é necessário disposição, pois descer nos pontos de interesse, conhecer, esperar o ônibus para continuar a rota custa tempo. Mas, turista sofre né gente? Final do passeio, ônibus azul Gran Bazar.

São muitas bancas nesse local. Vendem temperos, comida, utensílios de cozinha, tapetes, jóias e produtos turcos. Muito legal!

Dia 3 – Monumentos da Praça Sultanahmet

Ficamos muito próximos à Praça Sultanahmet. Dá para conhecer tudo a pé e os principais pontos são:

  • Basílica de Santa Sofia
  • Mesquita Azul
  • Cisternas da Basílica
  • Museu de Mosaicos do Grande Palácio
  • Hipódromo
  • Museus Arqueológicos de Istambul
  • Palácio Topkapi
  • Harém do Palácio Topkapi

Ao lado da praça você também achará muitas lojas vendendo souvenires da Turquia e bons restaurantes.

Dia 4 – Expresso Oriente

“O impossível não pode ter acontecido; portanto, o impossível deve ser possível apesar das aparências. (…) Não se pode fugir dos fatos.” Agatha Christie

Para finalizar o passeio fomos almoçar na Estação Sultanahmet, onde há um restaurante do famoso filme, Expresso Oriente. Comida boa e atendimento também.

Van, aeroporto de Sabiha. Esse aeroporto fica no lado Asiático e faz a maioria dos voos regionais. O aeroporto é longe e por causa do trânsito aconselhamos a ir mais cedo para não ter surpresas. Esse transfer custou em torno de EUR 50 para nós 5.

Rumo a Denizli…

#ficaadica

  • Brasileiros não precisam de visto para viajar para Turquia
  • Vá com seguro viagem
  • A comida na Turquia é barata
  • Passaporte válido no mínimo 6 meses
  • Vacina contra febre amerela
  • Quer saber mais? www.ecos.tur.br

One thought on “Istambul em 4 dias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *