Esse lugar é tão especial que pediram para eu não falar muito, assim, continua um cantinho especial. Portanto, escreverei sobre os lugares, dicas, mas não farei alarde. Quem um dia for, pode deixar sua poesia por aqui.

Flecheiras ou Flexeiras (se escreve dos dois jeitos), fica a aproximadamente 140Km de Fortaleza, capital do Ceará.

Muitas praias legais no caminho. Taiba é uma que recomendo. Mas, nosso destino era Flecheiras e um raio de alguns Kms para esquerda ou para direita.

Ficamos hospedados na Pousada Butterfly, do Marco. Um italiano gente boa que resolveu fazer do negócio dele um lugar belo e aconchegante. Essa pousada fez toda a diferença pra gente. Vou contar depois porque. Se quiser conhecer e reservar, só clicar no link: Butterfly – Flecheiras

Alugamos um carro e isso nos deu mobilidade para passear pelos arredores de  Flecheiras e conhecer… Lagoinha, Lagoa Almécegas, Mundaú, Jericoacora e Paracuru.

A Lagoa Almécegas  conhecemos bem por acaso. Estávamos indo para Lagoinha e vimos uma placa – Lagoa Almécegas. Viramos, claro. Pegamos um trecho de uns 20 km de estrada de terra e para nossa sorte paramos exatamente no melhor lugar que poderíamos. Você tem dois acessos. Um onde existe restaurantes com estrutura e um barco para te levar ao outro lado. Esse “outro lado” conta com alguns restaurantes simples, com atendimento 100% e acesso as Dunas. Resultado: passamos o dia inteiro brincando igual criança na lagoa.

Olha esse por do sol! Gente, a água é quente, hidrata, e tem a cor de coca cola. Vale demais o passeio. (30km de Flecheiras)

Lagoinha (Município de Paraipaba) é uma praia que fica a 65,3km pela CE-085 ou 36,7 pela CE-163. O caminho mais seguro é pela CE-085, pista duplicada e bem sinalizada. O diferencial dessa praia é que possui um lençol freático que garante o banho de água doce e limpa depois do banho de mar. Fica no final da praia, onde as Jangadas completam a paisagem da bela praia. Ah, para esportes, surf e KiteSurf são ótimas opções e eles alugam equipamentos por lá.

Outra forma de chegar em Lagoinha é alugar um Triciclo (custa aproximadamente R$ 250,00) e ir pela praia. Nesse caso, mais ou menos 1 hora entre areia e mar. Ruim né?

Nesse finalzinho da praia tem bicas de água doce. A praia possui restaurantes e bares para todos os gostos.

Agora, a praia destaque dentre esses passeios foi MundaúComo diz uma amiga é um Mundaú de coisas belas… Realmente encanta os olhos pela simplicidade e beleza. Eles oferecem passeios de catamarã pelo Rio Mundaú, com direito o a banhos e mergulhos. As dunas também compõem o cenário de um lugar quase perfeito. Super legal o passeio.

Visitei uma pousada chamada “Caboco Sonhadô“, de frente para o mar, simplesmente linda. É a nossa dica para hospedar.

Dica2: experimentamos! então fica aí… lá onde você pega o catamarã para o passeio tem uma sorveteria. Eles servem almoço. Precisa encomendar antes. É pequeno e a comida é deliciosa. Olha o visual desse restaurante gente!

Esse é o Rio Mundaú. Bem pertinho fica o mar. Mundaú fica a 15km de Flecheiras.

Dica3: no caminho entre Flecheiras e Mundaú tem 2 Lagoas, uma salgada que se forma por causa da maré cheia e outra parecida com a Lagoa Almécegas. Claro que a gente parou no por do sol para o último banho do dia. Você pode parar o carro na estrada.

Finalmente Flecheiras e a Pousada Butterfly

Flecheiras é uma vila de pescadores, calma, pacata, com restaurantes e bares sob medida, cafés lindinhos, crepes em frente a praia, passeios de bugre e um mar maravilhoso. Fórmula perfeita para recarregar energias. E, claro, não posso deixar de falar, pessoas espetaculares.

Acordávamos as 6h30 da manhã, esporte na praia, banho na bica da pousada, café da manhã. Depois era curtir a o mar, beijos de Iemanjá e muito protetor solar. (No Ceará venta muito, daí você não sente o sol. (Use muitoooo protetor solar).

Mas o melhor de tudo, o Marco, da pousada Butterfly ofereceu para nós utilizarmos o espaço de churrasqueira, que com a ajuda do Antonio (o faz tudo da pousada), poderíamos fazer refeições por lá. As refeições eram assim… Pegávamos o peixe fresco, vindo diretamente das Jangadas que chegavam de manhã, o Antonio limpava, e a gente comia a noite. Depois dormíamos muito… E assim a gente recarregou…

Um toque: de 01 de Dezembro a 31 de Maio é época de reprodução de Lagostas. Apesar do Ceará ser abundante nesse fruto do mar, evitamos comer Lagosta. Somente no último dia. Assada. Espetacular!

Jericoacora, e como chegar no nosso carrinho até lá, conto no outro post, pois ainda deu tempo de ir lá…  Paracuru, também.

2 thoughts on “Flexeiras, Flecheiras, ou um pedacinho de paraíso no Ceará

  1. Nossa depois deste post deu vontade de pegar um voo correndo, atirar uma Flecha no mapa e só parar quando chegar em Flecheiras !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *