Segundo Antônio Houaiss a viagem é o ato de partir de um lugar para outro. É o deslocamento relativamente distante e o resultado desse ato. É espaço percorrido ou a percorrer, um percurso. Mas se perguntarmos qual a essência da viagem?

camelo

No sentido mais primário viajar é buscar. Como metáfora ou como realidade objetiva o homem sempre viajou, se deslocou no tempo e no espaço procurando desvendar os mistérios dos mundos, ultrapassando fronteiras internas e externas e constituindo uma via de construção do homem e de seu espírito.

Fernando Pessoa (poeta portugues) diz: “Viajar é perder países! Ser outro constantemente. Por a alma não ter raízes, de viver e ver somente! / Não pertencer nem a mim! Ir em frente, ir a seguir. A ausência de ter um fim e a ânsia de o conseguir!”

poesia

Quanto mistério na busca! Abertos a aventuras e imprevisibilidade, a renovação da alma e de experiências. Essa é a verdadeira viagem, o novo entendimento do seu ser e do mundo que o rodeia.

Hoje quis escrever sobre o que realmente buscamos na viagem. Poderia ter falado de praias, montanhas, restaurantes. Mas, esses são apenas lugares. O que importa é a emoção da alma. Em um pequeno lugarejo ou na mais importante obra arquitetônica já construída.

Pensei em escrever sobre os comportamentos humanos. Descubro a cada dia que o viajante busca a essência de sua infância, dos lugares de aconchego, das melhores lembranças da alma.

Para finalizar, ainda cito Fernando Pessoa: “Viajar assim é viagem. Mas faça-o sem ter de meu Mais que o sonho da passagem. O resto é só terra e céu.”

A essência da viagem
A essência da viagem

Que sua alma te leve, leve! Boa viagem sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *