Isso mesmo que você leu: 1/4 do mundo, 9288km, 7 fusos e 1 trem, essa é a Rota que faz qualquer aventureiro sonhar e planejar.

Confesso que, apesar do meu grande sonho de passar uns tempos na China, essa viagem pela Transiberiana na Russia, já foi palco das minhas noites de planejamento. E estudando os roteiros, a possibilidade de aproveitar e cruzar os 2 continentes faz a espinha arrepiar.

Para conhecer a Transiberiana, você precisa estudá-la! As cidades e seus monumentos são repletas da história do mundo, tanto que é inspiração para diversos livros e romances como o Aleph, de Paulo Coelho.

A Transiberiana, em sua rota clássica, parte de Moscou até Vladivostok (que já povoou o imaginário dos saudosos jogadores de WAR), porém existem várias rotas, que podem cruzar a Mongólia, e terminar em Benjing, na China (borboletas saltam no estômago!).

Apesar de partir de uma capital luxuosa, que concentra a maior parte dos bilionários do mundo, quem busca essa aventura está disposto a entrar na antiga União Soviética e seus Czares.

Mapa da Rota Transiberiana
Mapa da Rota Transiberiana

Em teoria, a rota clássica, leva 7 dias, se você não fizer nenhuma parada, porém 7 dias vendo as mais belas paisagens pela janela não fazem minha cabeça. Imagina ver a Sibéria, o Lago Baikal (maior Lago de água doce do mundo) da janela?!?!?!!? Sem contar os inusitados Kazan, Ekaterinburg (Fronteira da Europa e Asia), Novosibirsk (Tomsk), Irkutsk, Chita. Essas são algumas paradas imperdíveis e vão estampar nosso post com fotos dos colegas pela internet.

Cazã ou Kazan - Russia
Cazã ou Kazan – Republica do Tartaristão – Russia

Infelizmente, não há um bilhete único Moscou x Vladivostok com várias paradas (valor médio do bilhete, sem paradas, 10 mil rublos – R$550), e ai você precisa comprar de estação a estação, o que encarece um pouco, (bilhete com 5 paradas 20 mil rublos – R$1100) mas seguramente vale a pena.

Igreja de Sangue - Ekaterimburg
Igreja de Sangue – Ekaterinburg

Fevereiro, março, abril, outubro e novembro são considerados baixa temporada, o que pode diminuir os custos em até 20%. Sem contar que você foge da altas e baixas temperaturas, que no inverno chegam a -20 graus, e no verão superam os 40 graus…

Novosibirsk - Sibéria
Novosibirsk – Sibéria

Os valores de alimentação e estadia no interior da Russia são mais baixos que os valores estratosféricos de Moscou e Baikal, mas se compensam no final. Pense em algo em torno de 100 dólares de estadia em hotel simples, e 1300 rublos/dia (R$70) para alimentação.

Irkutsk - uma das mais importantes cidade da Russia
Irkutsk – uma das mais importantes cidade da Russia

O país fala, essencialmente, Russo, e as placas pela cidade não estarão em inglês, então andar com seu mapa desenhado facilita muito. Talvez com a proximidade da Copa em 2018 as coisas mudem por lá.

Lago Baikal - o maior lago de água doce do mundo
Lago Baikal – o maior lago de água doce do mundo

Na Russia todo mundo bebe, e bebe muito! Já viu cerveja de 5 litros? É fácil encontrar, inclusive no trem tem um vagão só para degustar a iguaria, e cair na tentação de experimentar todas com os novos amigos de vagão pode ser problema, então cuidado.

Vagão da Cerveja no Trem Transiberiana
Vagão da Cerveja no Trem Transiberiana

E mulheres podem viajar sozinhas sim! Como qualquer lugar, atenção e cuidados são os mesmos, e cuidado maior com os grupos de homens alcoolizados, apesar que dizem, que não passam de meras cantadas balbuciadas ao vento, em língua incompreensível.

Chita guarda o templo budista mais rico da Russia, que levou um século para ficar pronto
Chita guarda o templo budista mais rico da Russia, que levou um século para ficar pronto

Os cuidados são ainda maiores com a comunidade LGBT, infelizmente, “Os papeis de gênero são ainda muito fortes no país e a homofobia (do jeito que entendemos no Ocidente) é quase uma regra. Todo cuidado é pouco”, segundo morador de Moscou.

Vladivostok - o maior porto da Russia
Vladivostok – o maior porto da Russia e final da Transiberiana

As possibilidades são muitas, as belezas também, mas o fato é: se você busca aventura, encantamento e diversidade, você precisa conhecer e fazer a Transiberiana…ou como eu, a Transmongoliana..que é assunto para outro post…

One thought on “1/4 do Mundo, 7 fusos, 1 trem – Bem-Vindos a Rota Transiberiana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *